Como o Pix vai funcionar no varejo físico?

As novas tecnologias estimulam o sistema financeiro a repensar suas operações, principalmente devido ao aumento da demanda dos clientes por soluções de pagamentos mais simples, rápidas, seguras e econômicas. Já está rodando no mercado o novo meio de pagamentos do Banco Central, que vem com a promessa de facilitar as transações e movimentar o fluxo de caixa, pois quem tem um varejo físico estava acostumado a esperar alguns dias para receber pagamentos com boleto, cartão. Com a chegada do Pix, entretanto, empreendedores vão poder receber em tempo real, direto na conta, em qualquer horário e dia da semana.

Pix não é um app nem é exclusivo de uma instituição específica. Centenas de instituições do país vão oferecer o novo meio de pagamentos dentro dos canais que os clientes já estão acostumados a usar, como o app.

As vantagens não se aplicam somente ao mundo dos negócios, pessoas – jurídicas e físicas – vão poder enviar e receber dinheiro por meio do Pix, ganhando mais uma opção além de TED, DOC, boleto e cartão, por exemplo.

Para o Varejo físico as principais vantagens é são as facilidades que o novo modelo traz no controle do fluxo de caixa com a entrada de dinheiro em tempo real na conta. E, com pagamentos diretos entre pagador e recebedor – sem intermediários, as instituições bancárias estudam custos menores das transações do que de outros meios de pagamento.

Para começar a usar o Pix a empresa não precisa se cadastrar para usar– ele está disponível automaticamente para todos os clientes das instituições participantes do Pix. É recomendado, entretanto, cadastrar as chaves Pix.

As chaves são como apelidos utilizados para identificar a conta de uma empresa ou pessoa nas transações do Pix. Em vez de fornecer número da conta, agência para receber uma transação, por exemplo, a empresa só vai precisar informar sua chave – que poderá ser o CNPJ e/ou número de telefone celular e/ou e-mail ou chave aleatória – um código formado por números, letras e símbolos gerado aleatoriamente no app da instituição financeira para identificar a conta.

Registrar todas as chaves em uma mesma conta, entretanto, é uma maneira de controlar quais chaves você vai compartilhar com cada pagador, garantindo maior controle dos seus dados – além de, claro, concentrar e controlar entradas e saídas em uma única conta.

Ter o Pix como forma de pagamento é mais um meio de aumentar suas vendas e os rendimentos levam segundos para serem creditado na conta do recebedor.  Não fique de fora!

Por, Andre Luis Soares Pereira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *