Os 3 pilares para você abrir sua franquia

Há alguns perfis bem comuns de empreendedores que se iniciam no processo para abrir sua franquia. Mas esses dois são os principais. E é por isso que iremos falar sobre os 3 pilares para você abrir sua franquia e já ficar familiarizado no assunto.

Existem aqueles que tem muita cautela e às vezes operam de maneira errada por ter medo de errar (e acaba errando mesmo assim), buscando informações imprecisas, até mesmo em fontes duvidosas, conselhos de pessoas que não tem vivência no ramo… o mais comum é ter sempre o exemplo negativo mas esquecendo os exemplos de sucesso, que são muitos, e bastante acessíveis para adquirir informações sobre a história do empreendimento.

E se você ouviu a palavra “franquia” e não sabe por onde começar, nós pontuamos 3 tópicos onde poderá começar e assim, iniciar seu processo de iniciação. A Marca, Saúde do negócio e Escalabilidade. Vamos falar sobre cada uma delas para te deixar pronto para qualquer situação.

A marca

Quando um franqueado adquire uma franquia, ele compra todo o pensamento sobre a marca, o estudo e o posicionamento. É muito comum quando a pessoa monta um negócio sozinho e ela imaginando um determinado público para atender e acaba atingindo um outro público com outro estilo mesmo que a marca já tenha sido criada.

Diferentemente do franchising, o processo de formatação já é desenhado e a franquia vem com um modelo pronto, já testado, normalmente já executado em operações piloto, logo, a marca já está validada. A marca que já tem seu peso, já sabe qual público que atende, já tem identificação, então não precisa criar uma marca nova.

Saúde do negócio

Uma franquia nada mais é que a replicação de um modelo que já deu certo. Era um piloto dos primeiros franqueados e depois a marca entende que chegou o momento de expandir. Nesse sentido, percebemos que a taxa de mortalidade das empresas próprias é muito maior que a de franquias e isso está ligado diretamente na operação do franqueado. Se ele, o franqueado, seguir todo o processo, passo a passo, colocar tudo aquilo que a franqueadora permite, vai funcionar porque o mesmo processo funcionou para os outros.

Então se uma pessoa que está comprando uma franquia, ela tem que estar ciente que os casos de insucesso podem não estar ligadas ao negócio, porque na grande maioria dos casos, existe muito mais exemplos de sucesso na franquia do que de insucesso. Geralmente esses casos de insucesso acontecem por conta do operador e não da marca.

Escalabilidade

Do mesmo jeito que o dono da marca montou o próprio negócio, desenvolveu todo o processo e depois abriu para as franquias replicarem, o próprio franqueado pode replicar. E a consequência é ele se tornar um especialista no segmento. Uma coisa é você ter uma franquia de um segmento, outra coisa é você ter cinco delas. Você se especializa, assim como também sua equipe e consequentemente sua mão de obra se torna mais qualificada. E ainda você consegue trabalhar melhor com seu custo de mercadoria porque você tem um potencial de compra maior. Logo, você inicia um processo de organização maior e se torna um multifranqueado.

A escalabilidade é um processo que potencializa porque a pessoa investe e ela pode aplicar esse investimento em outras unidades. E isso só pode potencializar todo o investimento que ela fez.

Ficou alguma dúvida sobre os pilares para você abrir sua franquia? Escreva nos comentários! Ficaremos felizes em ajudar. Fale com a gente.

*colaborou neste texto, Fábio Guerra, Head Comercial do GSPP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *