Por Trás do GSPP: Mércia Vergili

Novidade no blog! O “Por trás do GSPP”, nossa nova série, conta um pouco mais da trajetória profissional dos sócios à frente do GSPP.

Mércia Vergili é a estreante. Sócia da filial de São Paulo e empresária com 24 anos de atuação no franchising, Mércia revela nesta entrevista como conheceu o GSPP, dicas para quem quer empreender e muito mais.

Confira! 

Como conheceu o GSPP?

Em janeiro de 2017. Eu era franqueada de uma empresa de tecnologia, a SOS Tecnologia e Educação, quando outra franqueada me procurou e me apresentou à empresa.

Fui ao Rio para conhecer o André e Umberto, que me mostraram a oportunidade de ser sócia do GSPP em São Paulo. Aceitei e três meses depois iniciei, junto com meu marido, nossas atividades no escritório de São Paulo, onde estamos até hoje.

   
Você é formada na área de saúde. Como surgiu o interesse pelo mercado de franquia?

Sou Assistente Social com especialização em Educação em Saúde Pública, área em que trabalhei durante quase 10 anos. O ritmo de trabalho era intenso e resolvi partir em busca de novas oportunidades, para algo flexível, que me desse retorno financeiro e autonomia. 

O ano era 1993 e durante as minhas pesquisas, identifiquei no digital um potencial negócio para investimento – naquela época, tudo que tivesse relação com informática estava em alta. Foi assim que iniciei como franqueada, em sociedade com meu marido e meu irmão, da SOS Computadores (atualmente SOS Tecnologia e Educação). 

A empresa foi uma excelente escola de franchising, impulsionando eu e meu marido a adquirir outras franquias. Todas elas têm seu significado especial e contribuição para os ensinamentos que carrego comigo.

Atualmente você é consultora de franquias, mas já atuou do outro lado do balcão durante muito tempo. Quais foram as maiores lições e desafios dessas experiências?

Fui franqueada da SOS Computadores de 1993 a 2017, durante 24 anos. Tive a sorte de iniciar em uma franquia muito bem estruturada, com padrões bem definidos e iniciar em um momento de muita procura por cursos de informática, que eram os nossos produtos.                                                       

Aprendi a seguir as normas da franqueadora e a trabalhar com toda a equipe da franqueadora, bem como com os outros franqueados da rede. Trabalhar em uma franquia organizada foi um dos grandes diferenciais desta experiência.

Durante esse período, tivemos 5 (cinco) franquias, o que me impulsionou a buscar mais conhecimentos na área e cursar uma pós graduação em Gestão de Franquias.

Como funciona o trabalho de uma consultora de franquias?

O trabalho vai desde a prospecção de marcas com potencial para se tornar uma franquia, até ao acompanhamento de todo o processo de formatação.                                                                                   

Neste trabalho, conhecemos muitas pessoas e empresas com diferentes ideias para a expansão dos seus negócios e o nosso papel é orientar sobre qual o melhor caminho a seguir.                                                   

Quais as suas melhores habilidades que você traz para a função?

O conhecimento e a vivência que tenho em franquias. Nossa opinião é baseada na prática do dia a dia e isto me dá muita segurança no atendimento aos nossos clientes, sendo um de nossos diferenciais.

Saber avaliar as marcas que nos procuram para entender se tem perfil para serem franquias ou não.

Também procuro acompanhar o processo e orientar os novos franqueadores para que tenham uma franquia bem equacionada, com boas relações com e entre franqueados e franqueadores.

Quais conselhos você daria para quem tem vontade de empreender?

Quem quer empreender tem que ter coragem de se arriscar. Não existe nada 100% seguro. Empreender vale muito à pena e para ter resultado, tem que ter muita dedicação ao trabalho. Vá e faça seu negócio acontecer. Sempre será um aprendizado.

Qual o segredo para o sucesso do negócio?

Para ter sucesso nos negócios é preciso ter persistência e não desanimar nunca.

Para as novas franqueadoras, um ponto importante é terem assessoria qualificada para estarem devidamente preparadas para receber seus franqueados. Ter um plano de negócio, um projeto que gere uma interessante experiência ao cliente. E por último, não se frustrar com as ideias que não dão certo.

O que mudou quando falamos em franchising nos últimos tempos?

O franchising hoje é muito mais conhecido e reconhecido como uma importante estratégia de expansão para uma marca. Os empresários de 20/30 anos atrás abriram o caminho para que hoje se conhecesse mais sobre franquias. Hoje há maior profissionalização das franqueadoras, vemos algumas marcas que já nascem com o propósito de se tornar uma rede de franquias. Existe ainda a Nova Lei de Franquias, que dá maior segurança ao franqueado e ao franqueador.

Quais as tendências do mercado de franchising em 2021?

Dados nos revelam que tivemos mais abertura de empresas que fechamento – 1 milhão x 3,3 milhões de novas empresas.
Alguns segmentos tiveram crescimento expressivo no consumo. Destaco os seguintes as seguintes tendências:

Mercado Pet: o Brasil é o terceiro maior mercado pet do mundo e as projeções envolvendo produtos e serviços para animais de estimação são animadoras

Negócios voltados a melhorias nas residências, seja decoração, aromas de ambiente, construção civil e jardinagem.

Negócios que oferecem serviços e soluções para os negócios, como softwares de gestão e e-commerce.

Em alimentação, os negócios adaptados ao delivery tiveram aumento de expressivo de pedidos, surgindo as dark kitchens, totalmente voltadas para o delivery.

Clínicas de tratamento de beleza e também co-working médico surgiram com força total.

Gostou da entrevista? Deixe seus comentários na publicação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *